O Médico em causa chamava-se José Pinto era casado com Maria do Patrocínio Pinto, uma benemérita da Misericórdia obidense, e residia no lugar da Amoreira. Desde 1905 tinha sido admitido como Irmão da Misericórdia da Vila de Óbidos, como nos revelam a Acta do seu pedido de admissão, datado de 6 de Abril de 1905: […]

Read More →

Quase extinta, sobrevive no concelho de Óbidos uma notável tradição de Natal. Trata-se de uma singela homenagem ao Menino Jesus. Colocam-se no presépio uns pequenos vasos, tigelas, telhas ou cacos com uma porção de terra e trigo recém-nascido; e uns cachos de uva-passa, jacentes, ou pendentes de cordéis, fitas ou linhas. Àquele trigo chama-se searinhas […]

Read More →

A chamada Revolução do 14 de Maio de 1915 pôs fim a um breve período de Ditadura Militar, que durou de 28 de Janeiro a 14 de Maio, dirigida pelo General Joaquim Pimenta de Castro, que, por esta altura, era a figura mais prestigiada do Exército Português e como amigo de juventude do Presidente da […]

Read More →

Muitos anos antes de contrair matrimónio com Emília Garrido Pinheiro, herdeira e proprietária da chamada “Casa das Gaeiras” e assentar arraiais nesta Vila do Concelho de Óbidos, Frederico Ferreira Pinto Basto (1872-1939), juntamente com os seus irmãos Guilherme Ferreira Pinto Basto e Eduardo Ferreira Pinto Basto, tinham como principal hobby jogar um jogo que se […]

Read More →

Joaquim Maria da Silva Freire. Presidente da Câmara Municipal de Óbidos 1872 – 1886.  (em 3 mandatos) O Liberalismo produziu grandes alterações na organização e funcionamento das instituições municipais herdadas do Antigo Regime, influenciando de um modo centralizador o relacionamento que se estabelece entre o poder central e o poder local. Porém, a organização administrativa […]

Read More →

A antiga casa da Música de Óbidos, sede da Sociedade Musical e Recreativa Obidense, é um edifício emblemático, acarinhado e presente na memória dos obidenses. Foi durante algumas décadas o local de convívio, de lazer, de bailes de carnaval e dos santos populares, espaço de cultura e…. Sim! Se ampliarem a foto aqui no blogue, […]

Read More →

Durante toda a Idade Média, Óbidos era a única vila da região. O seu termo (os limites) iam desde o sopé da serra do Montejunto até às margens do rio da Tornada. No inicio do séc XVI, nasce, bem perto de Óbidos, uma nova povoação: as Caldas. A nova povoação rapidamente atinge uma dimensão  considerável,  […]

Read More →

A cerâmica (1) Nos anos 80 instalam-se em Óbidos, numa tendência que já vinha da década anterior, diversos artistas que aproveitam a beleza natural da vila para desenvolver o seu trabalho no campo das artes plásticas. Entre eles destacam-se Luciano Capello e Erga Rehns que, apesar de serem de origem estrangeira, escolheram Óbidos para residir […]

Read More →

    Há um ano que decorria a Primeira Guerra Mundial quando seis jovens naturais e residentes na Sancheira , foram considerados aptos para o serviço militar. Dos seis, três iriam, em breve, fazer parte do CEP, Corpo Expedicionário Português que, em 1917, depois de um curto treino em Tancos, rumaria a França para lutar. […]

Read More →

Em 1957, e após um interregno de 16 anos, as cerimonias da semana santa regressam a Óbidos. Eis como o jornal “O Obidense” de 1 de Abril de 1957, relata entusiasticamente esse acontecimento.   No verso do mesmo, é disponibilizada toda a programação para as festividades da Semana Santa, onde se salienta a cerimónia do […]

Read More →